neo natal

O menino Manoel nasce  

num barraco que fica  

na esquina da favela do côco  

  

o barraco é desconfortável, escuro  

e nos dias de chuva cheira a cachorro molhado  

sua mãe Maria não é virgem  

tem seis filhos  

e na noite de ceia bebe uma breja para lamentar a prisão do querido esposo  

(ele era desempregado se envolveu com coisa errada e matou um P.M  

que vendia armas para um tal de Herod, dono da boca rival)  

  

há também uns reis magnatas que vem da zona sul  

mas eles nem sabem do brilho que descansa nas inúmeras manjedouras do subúrbio de Sampa  

eles somente seguem a estrela que fica na torre de um shopping center

voltar para poesia

show fsN normalcase tsN fwB right|show tsN left fwR|fwR show left tsN|b04 bsd|||login news c10 fwB fsN|normalcase uppercase fwB sbww c05 fwR c10 tsN|c10 fwB|login news normalcase uppercase fwB c10|normalcase uppercase tsN fwB fsN c05s|normalcase uppercase c10|content-inner||