Diário de um estudante

 

Enquanto a grande se ocupa em criar mentira, 

a cabeça do Governador  

ocupa nossa mira. 

 

Nossa ira vira rima e intima 

quem ocupa cargos de Poder. 

Nossa poesia denuncia  

quem se ocupa de mentira o seu ser. 

 

Mentes desocupadas que só leem TVs e jornais 

deveriam aprender um pouco mais com jovens que ocupam escolas estaduais. 

Essas mentes cagam ao ler a Veja, 

ocupam papeis de irracionais. 

Pra esse povo que na ignorância veleja 

mais versos dos Racionais. 

 

Ademais, querem que a gente acredite 

em reorganização escolar. 

Não sabem que o Governo 

deixou o ensino de pernas pro ar? 

 

Sem contar que a Mídia 

não se pre-ocupa em falar 

que a PM tá aí pra matar 

que nossa água tá pra acabar 

que as obras do metrô serviram 

pro bolso do Governo ocupar. 

 

Qual a próxima mentira a ir ao ar? 

Só faltam a seguinte manchete mandar: 

"Porcos ocupam o céu, eles aprenderam a voar".

Jão, talvez essa notícia não seria tanta enganação, 

já que são porcos que estão em ação. 

Eles não aprenderam a voar, 

eles aprenderam a se candidatar. 

Porcos de terno e gravata 

que são eleitos por papagaios de pirata. 

 

E assim, mais um demon-crata 

se candidata, ganha eleição 

para investir em repressão, 

para investir em armas, balas e pistolas, 

pra depois fechar escolas, 

transformar salas de aula em gaiolas 

e a verba da Educação em esmola. 

Nossa voz agora degola 

o pescoço de quem ocupa o fundo do poço. 

LARGA O OSSO, ALCKMIN!  

Seu tempo já deu! 

Tucano que voa igual urubu 

ocupa um céu que ele escureceu. 

Seja agora enforcado  

pelos braços de Morfeu! 

Diga "adeus"! 

 

Na nossa luta pra curar as feridas, 

a grande Mídia nossa causa invalida dizendo:  

"escolas são invadidas" 

NÃO! 

Escolas não são invadidas, 

escolas são ocupadas, 

porque antes vozes foram caladas, 

vozes foram sufocadas, 

querem que escolas sejam fechadas. 

O que queremos invadir 

é o sono tranquilo e doce, 

pois o tempo de cruzar os braços 

acabou-se. 

 

Ocupados em distorcer fatos 

são culpados por blindar assassinatos, 

pois fechar escolas 

é matar histórias, 

é matar lembranças, 

é matar esperanças, 

é matar o futuro, 

é criar novos muros, 

é cobrir com pano fundo e escuro 

a incompetência... 

 

Resistência de alunos e alunas, 

não com murros, 

mas com poesia, 

 

porque aqui estamos mais um dia 

sob olhar sanguinário do vigia 

 

porque aqui estamos mais um dia 

sob olhar sanguinário 

da política  

facista  

do alckmista.

 

Produção: Classitude / Poesia na Laje
Direção: Allan Victor

voltar para spoken poetry

show fsN normalcase tsN fwB right|show tsN left fwR|fwR show left tsN|b04 bsd|||login news c10 fwB fsN|normalcase uppercase fwB sbww c05 fwR c10 tsN|c10 fwB|login news normalcase uppercase fwB c10|normalcase uppercase tsN fwB fsN c05s|normalcase uppercase c10|content-inner||