ex-tragos

quis tirar sentimento  de rocha fria e amar flor  de plástico sem alma busquei beber nascentes  num deserto e extrair perfume  de frutos estragados escrevo agora versos na areia para que o mar engula mentiras e o vento leve pra longe lembranças todas as vezes que me levaste à praia vi o nascer do sol em preto e branco [baseado em relacionamentos reais e em poemas abusivos]

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

nas últimas semanas antes de dormir uma peste pula o portão bate com mãos pesadas à minha porta espia nas brechas das janelas força trincos para entrar minha visita é cão farejador caça sonhos, noites