infância azul

estrelas despertam de sua noite astros acordam de seu sono uma luz grita do planeta azul um raio no horizonte ofusca o brilho dos olhos de uma criança no oriente e ilumina a face dos seres do céu que a tudo assistem mas sobre nada dizem foi o segundo em que até a noite parou para assistir às ações dos homens o instante que os planetas interromperam suas órbitas forçaram seus olhos inclinaram-se para ver o feixe de luz e aqueles olhos de criança ofuscados uma criança anda com seu triciclo numa rua tranquila em hiroshima nem imagina o tanto de estrelas que agora observam seus pequeninos pés que pedalam através dos séculos ela apenas vê um risco no azul fecha seus olhos e enxerga um clarão que invade seu rosto a luz caminha em sua direção envolve a criança nos braços e carrega esse frágil ser em seu colo nada é tão pesado quanto aquele pequenino corpo que se transforma em pó soprado aos ventos pela luz radiante quantas estrelas seguram o choro e abrem os braços para receber a menina chegando de triciclo no meio de uma nuvem cinza a menina sayuri dorme hoje na ponta da via láctea



Inscreva-se para receber novidades

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco

©2020 por Daniel Carvalho e Kerstin Buck

DANIELGTR - CNPJ: 36.240.550/0001-25 - São Paulo, SP
danielgtr@gmail.com