semente da vida

a lágrima que escorre das nuvens faz nascer o fruto

a semente que nasce no solo faz nascer o futuro

resiste a vida ao renascer das pedras do barro dos corações petrificados

em terras áridas em solos secos a lágrima persiste

semente ávida ferida no seio a vida insiste

resiste a vida ao renascer em meio ao cinza

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

abandono

hoje mais um sonho meu foi embora sem se despedir